A importância do “não alimente os trolls” na política

Muito se discute sobre o “poder da atenção” e tempo gasto por usuários de agrupamentos contrários a determinados movimentos e atores nas redes sociais online para a escalada e ascensão desses mesmos atores contra os quais eles se posicionam contra.

Tomamos aqui como exemplo o deputado federal Jair Bolsonaro. Quando muitos atacam as menções ao deputado com a justificativa de “Não alimentem os trolls“, muitos questionam, duvidam e até mesmo argumentam que tal movimentação não tem peso algum – ou é irrelevante – frente a já consolidada campanha promovida pelo deputado federal nas redes sociais online. Será?

Analisamos durante os dias 24 e 27/06 menções ao deputado federal e potencial candidato à Presidência em 2018, Jair Bolsonaro. Dentro do debate gerado entorno desse ator, um tweet nos chamou atenção, o do deputado federal pelo PT, Enio Verri.

photo_2017-06-27_17-11-10

Tweet/enquete feito pelo deputado petista que acabou “saindo pela culatra”.

Durante o período de análise, foi capturado também o buzz gerado a partir da divulgação de pesquisa sobre intenção de votos do Datafolha, no dia 25/06, em que o deputado Jair Bolsonaro aparece em 2º lugar, empatado com Marina Silva e atrás de Lula.

O resultado? Uma tentativa, digamos, frustrada por parte das redes do deputado petista de angariar um engajamento potencialmente temerário na forma de um “tira teima” da pesquisa no Twitter. A tentativa falha acabou por “absorver” o deputado petista para… o mesmo agrupamento que o deputado federal Jair Bolsonaro!

photo_2017-06-27_17-10-47.jpg

 

Em números, a rede ego que se formou a partir do perfil de Enio Verri representou 11,3% dos nós e 11,76% das arestas representadas no grafo. Na análise? Pouquíssimo disso resultou em um engajamento efetivo nas redes do deputado por um longo período, sendo a grande maioria feita por fãs e seguidores de Bolsonaro que o fizeram, a partir de forte mobilização, vencer a enquete promovida pelo deputado petista.

photo_2017-06-27_17-39-14

Talvez seja até tentador, mas é essencial calcular, analisar e planejar a abordagem dada ao seu concorrente, adversário ou até mesmo inimigo nas redes sociais online. Não se trata apenas de trollagem promovida pelos adversários, mas sim pela potencialização de temas, pautas e atores que as publicações buscam justamente confrontar.

Foto via Um Sábado Qualquer
Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s